quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Em Dezembro nasceu #Maria #Capaz.....


Em Dezembro nasceu um site pelas mão de Rita Ferro Rodrigues e Iva Domingues cujo nome é Maria Capaz. Um site para nós mulheres, onde se fala,  para nós e de nós. Um site onde tudo é permitido,  onde não existe vergonha, preconceito onde cada mulher conta o que lhe vai na alma, onde existe o real mas também a ficção.Onde se fala da condição feminina, de todas as injustiças que em pleno século XXI ainda existe contra as mulheres.Onde ainda hoje o mundo é dos homens! 
Atenção eu não sou dessa coisa de feminista, homens e mulheres têm as suas diferenças e ainda bem. Só acho é que em situações iguais as mulheres tenham oportunidades iguais e não sejam discriminadas só porque vestem saias. Hoje em dia, falo a nível do trabalho, existe ainda o preconceito de não dar cargos importantes e de chefias  às mulheres. A mulher com funções iguais às dos homens num determinado lugar a sua remuneração é inferior à do homem.Isto não é justo!! E eu acho que devemos ser justo, se tem trabalhos iguais, então a remuneração é igual. 
No meu percurso como trabalhadora assisto ainda a isso, e mais, chego à conclusão que em muitos casos a mulher tem mais capacidades que os homens, mais ginástica mental, que eles são mais atados em determinadas coisas. Mas lá está temos uma vagina no entre pernas e não um pénis. É triste mas é esta a realidade, claro que existem excepções, óbvio,  mas a maioria das mentalidades é assim nós mulheres somos seres "inferiores". Mas não somos, porque na prática nós conseguimos fazer "n" coisas ao mesmo tempo, pensar nas coisas da casa, nos filhos,no marido, o trabalho que cada vez mais, exige de nós. Enfim uma imensidão de coisas, mas conseguimos. Temos de mostrar que somos super mulheres. 

Para além disso ainda temos que estar perfeitas, lindas maravilhosas, senão ainda ouvimos, "que horror ela está com uma cara péssima, engordou.....", mas atenção que isto é dito pelas outras mulheres. Somos mesmo amigas umas das outras heimm......Isso irrita-me porque as mulheres umas com as outras são tão mesquinhas, são as primeiras a criticar as outras, na maioria das vezes tenho a certeza que é por pura inveja. E há muitas mulheres invejosas, ficam felizes quando as outras estão mal. Não compreendo como podem ter esse tipo de sentimento, mas chego à conclusão que são pessoas azedas por dentro que o açúcar não entrou nos seus corações, são frustradas com a vida e a forma que arranjaram para se sentirem felizes é verem os outros infelizes também. Vão todas à merda porque comigo essas senhoras não têm hipótese nenhuma. Pronto falei! Cada um deve seguir a sua vidinha, vivam e deixem viver. Procurem nelas próprias o que as incomoda e não sejam mesquinhas.Se calhar têm de mudar muita coisa nelas próprias, mas são cegas não vêem isso.IRRA!




Bem já me alonguei aqui no meu tema, que é o site da Maria Capaz. Mas continuando.A primeira entrevista foi feita à Catarina Furtado, quando vi a entrevista houve um momento em que as lágrimas correram-me pela cara abaixo, fiquei emocionada com o que contou.Numa missão a S.Tomé e Principie, ela presenciou o parto de uma mulher, ali numa suposta Maternidade, sem condições nenhumas, sem ninguém para a ajudar, de cocaras e sozinha, com os outros filhos ao lado, um deles agarrado à perna dela.Estava cheias de dores.A criança nasceu a mãe, levou-a a uma fonte para lavar o bebé,  mas ups não saiu água, pois nessa semana tinha havido um corte. aágua tinha ido para encher as piscinas dos governantes. Fiquei estarrecida com o que ouvi, Meu Deus, como pode isto acontecer? Incrível não é? Outra coisa que ela conta é que viu mulheres a serem cozidas com agulhas enormes a sangue frio e da boca delas não saia um grito se quer.Nesta altura da entrevista dei por mim a chorar, porquê?? Fico comovida com estas coisas, porque são seres humanos e têm de ser tratados como tal, até aos animais isso não se faz. Todos sentem dor, todos sofrem. Somos humanos??!! Tantas vezes me pergunto isso!!

Para ser sincera não sei muito sobre o que a ONU faz nesses países, as missões que têm, se resolvem os problemas ou não?! Mas também acho que não conseguirão fazer grande coisa, o problema está nas mentalidades das pessoas, nos governantes desses países e isso é difícil de mudar. Será que algum dia vamos ter um mundo em que o básico, saúde e educação chega a todos com o mínimo exigível.? Não sei...sinceramente tenho as minhas dúvidas......mudar as pessoas é uma missão  árdua e impossível. Infelizmente.

4 comentários:

sandra neiva disse...

Não conhecia, embora tenha lido algo, e se foi com a Catarina, tenho que lá ir ver pois para mim é mesmo a melhor apresentadora da nossa televisão.

beijinhos

LA CASA DE LALAINA disse...

Estupenda tu receta.Tomo nota de ella.
Acabo de hacerme seguidora tuya y me quedo por aqui, si te viene de gusto te pasas por mi blog.
Un abrazo.

LA CASA DE LALAINA disse...

Estupenda tu receta.Tomo nota de ella.
Acabo de hacerme seguidora tuya y me quedo por aqui, si te viene de gusto te pasas por mi blog.
Un abrazo.

LA CASA DE LALAINA disse...

Estupenda tu receta.Tomo nota de ella.
Acabo de hacerme seguidora tuya y me quedo por aqui, si te viene de gusto te pasas por mi blog.
Un abrazo.